Opt

A complexidade de monitorar grandes áreas florestais

Monitorar extensas áreas florestais é uma tarefa que demanda consideráveis recursos e tecnologias avançadas. A amplitude geográfica, os recursos necessários e o tempo de resposta são alguns desafios enfrentados pelas empresas florestais.

Monitorar extensas áreas florestais é uma tarefa que demanda consideráveis recursos e tecnologias avançadas. A amplitude geográfica, os recursos necessários e o tempo de resposta são alguns desafios enfrentados pelas empresas florestais.

Destacamos dois recursos muito utilizados: necessidade de visitas à campo e processamento de imagens.

No trabalho in loco, os seguintes desafios podem ser encontrados: 

✔️ Tempo de locomoção;

✔️ Custos logísticos;

✔️ Riscos inerentes a idas à campo;

✔️ Capacidade de análise limitada;

✔️ Visibilidade só da borda do talhão;

✔️ Alocação de profissionais para sistemáticas visitas a campo.

Durante a inspeção, a equipe de campo deve integrar suas ações com a equipe do escritório para obtenção de dados auxiliares ao diagnóstico. Nesse aspecto, outras dificuldades podem surgir, como: 

✔️ Downloads demorados de imagens de satélite ou de drone; 

✔️ Custos com profissionais para processar imagens; 

✔️ Envios de alertas de forma manual, tornando as atividades mais demoradas. 

O que fazer para mudar essa realidade?

Além das dificuldades operacionais apresentadas, os gestores florestais têm se preocupado com o elevado custo das árvores de eucalipto em pé, juntamente com as acirradas disputas por madeira e terras, principalmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o que aponta para a necessidade cada vez maior de otimizar os recursos. 

Melhorar a gestão dos ativos florestais, monitorando remotamente danos e anormalidades nas áreas produtivas com ferramentas analíticas, que auxiliem a tomada de decisão da desponta como forte aliada para estes problemas.

Como efetivamente realizar isso?

O uso de tecnologia é uma estratégia crescente no auxílio as empresas florestais para superarem as dificuldades.  

Compreendendo a necessidade deste setor a OPT desenvolveu uma solução eficiente para o monitoramento as áreas de plantio de eucalipto, sendo uma aplicação web que permite o monitoramento de eventos de interesse utilizando dados de satélites, processamento digital de imagens e técnicas de aprendizado de máquinas. 

Para além, dos recursos tecnológicos, os processos operacionais devem estar bem desenhados. Ao integrar as atividades entre as equipes, é possível definir ações mais efetivas e ágeis, reduzindo tempo de operação e contribuindo em ganhos na gestão dos ativos florestais para melhorias dos índices que determinam a madeira a ser colhida. 

Conheça os benefícios do OPT Monitora

Uso de sensoriamento remoto para monitoramento de índices vegetativos dos maciços florestais, detecção das áreas com anomalias, validação em escritório, emissão automática de relatórios com imagens satelitais e estatísticas das áreas afetadas. 

OPT Monitora floresta eucalipto
Detecção de falhas no talhão de uma floresta de eucalipto.
Índice NDVI para detecção de falhas considerando a área de vegetação

Ficou interessado? Entre em contato conosco para se aprofundar nessa solução e usar a tecnologia ao seu favor! 

Sugestões para você

Definição do revestimento das estradas florestais, através do fluxo acumulado de madeira Um dos principais desafios do planejamento de estradas florestais é determinar uma malha viária economicamente viável que garanta o abastecimento …
Vantagens da Agricultura de Precisão Informações precisas fazem toda a diferença no gerenciamento agrícola de sua propriedade. A agricultura de precisão é um sistema que …